Morro Redondo é reconhecido pelo Incra


Por Redação BNews | Fotos: Reprodução

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) reconhece a comunidade de Morro Redondo, no município de Seabra, na Chapada Diamantina, como área remanescente de quilombo. Essa medida beneficia 67 famílias que vivem na área de 5.068 hectares. O grupo planta milho, mandioca, mamona, café e feijão para sustento.

A publicação foi feita na quinta-feira (10), no Diário Oficial da União (DOU). Cinco terras de comunidades quilombolas também foram reconhecidas pelo Incra nos estados: Pará, Paraíba e Sergipe.

A portaria de reconhecimento estabiliza o território e torna legítimo ao conteúdo do Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID). Segundo o Incra, o quilombo de Morro Redondo foi fundado pelo escravo Timóteo Cardoso, que chegou a região por volta de 1880.

 

Publicada no dia 11 de agosto de 2017, às 21h


 

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Giuseppe Serra Seca é o novo superintendente do Incra na Bahia

Brasil

Greve do Incra pode ser suspensa na segunda (17)

Economia e Mercado

Meta de assentamentos será menor, admite o Incra