Artigo

Não entendo o presidente

[Não entendo o presidente]
03 de Junho de 2019 às 09:31 Por: José Medrado* 0comentários

Verdadeiramente, gostaria de entender algumas ações do presidente Jair Bolsonaro. No domingo (2), ele postou no Twitter que vai apresentar ao Congresso projeto de lei para passar de 5 para 10 anos a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), deve haver alguma coisa associada à idade, porque uma pessoa de 80 anos não vai automaticamente renovar aos 90, acredito. 

Tudo bem. Também falou em passar de 20 para 40 pontos o limite para perder a mesma carteira, mas queria a 60. Isso após cancelar contrato de radares fixos em rodovias e afirmar que quer acabar com radares móveis. Diz o presidente que a fiscalização eletrônica é uma 'armadilha para pegar os motoristas' e que já conversou com Sergio Moro sobre o tema.

Os que concordam com ele vêm ao encontro dos argumentos que esses radares são uns chupa-cabras, ou seja, só servem para gerar multa, logo dinheiro para os cofres públicos e ou empresas instaladoras e concessionárias do serviço. Até sabemos que, aqui e ali, essas questões são verdadeiras, mas, por outro lado, eu questiono: mas quem é multado é por quê? Claro, cometeu infração, colocou em risco a sua como a vida de outras pessoas. Os que caminham dentro da lei, seguindo as sinalizações de velocidade, nem sempre existem, verdade, mas por que não cobrar?  A maioria dos motoristas andam como, e quantos voam, e colocam a vida de inocentes e a própria em risco, serão estimulados a quê? 

Honestamente. Por outro lado, sei que há, digamos, pegadinhas em determinadas ruas e avenidas, aqui em Salvador é usual uma via ter mais de um limite de velocidade, aí você é pegado mesmo. Assim sendo, não colaboraria mais para a paz no trânsito se consertassem esses problemas pontuais, no lugar de liberar a geral? Essas mudanças só interessam, acredito, ao irresponsável, ao que anda, como se diz por aí, chutado.

Em sua cabeça, caro (a) leitor (a), passa a ideia de que abolindo radares, ampliando o número de pontos para a perda da CNH, o motorista será mais consciente? Ou mais prudente? Em São Paulo, o aumento do limite de velocidade das marginais Tietê e Pinheiros, a partir de janeiro, revelou também um aumento de acidentes, em cerca de 29,5%, considerando os períodos de fevereiro a abril o aumento ainda foi maior, o número de acidentes com vítimas pulou de 277 para 396, acréscimo de 43%. O presidente pensa que vai acontecer o que nas rodovias federais do País? Realmente, eu não entendo. 

 

*José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal. Escreve para o BNews às segundas-feiras.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas