Informe

Venda de cerveja no Carnaval cresce até 20% apenas no setor informal

[Venda de cerveja no Carnaval cresce até 20% apenas no setor informal]
Por: Divulgação (Gilberto Jr) Por: Redação BNews 0comentários

O Carnaval de Salvador é período de se divertir, mas também de garantir renda para a família. Por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), a Prefeitura beneficiou 10 mil ambulantes para trabalhar na folia, inclusive com a entrega de kits. O resultado tem sido positivo, pois, de acordo com Sindicato dos Vendedores Ambulantes da Bahia, houve um incremento de 17% a 20% nas vendas apenas no Circuito Dodô (Barra-Ondina).

O dinheiro das vendas garante o sustento familiar do mês. Marlucia da Silva, de 44 anos, que trabalha com o comércio de bebidas no circuito Dodô, vendeu mais de 70 caixas. O lucro de R$ 220 por dia vai complementar o que ela ganha como profissional de serviços gerais: “É uma ajuda porque meu marido está desempregado e nós temos três filhos e quatro netos. Esse trabalho surgiu em boa hora”.  

O segredo para vender bem, segundo ela, é fazer a propaganda e ter simpatia. “Meu marido está sempre chamando os clientes, anunciando o preço. E eu me arrumo, deixo o cabelo colorido e mantenho o sorriso no rosto. Converso com as pessoas e conquisto a clientela”, diz.  

A rotina, no entanto, envolveu dedicação. O casal dormia diariamente próximo ao ponto, pois o deslocamento do material era inviável. Antes de começar a vender, eles tomavam banho em um dos chuveiros disponibilizados pela Semop e, por volta das 13h, compravam três sacos de gelo para agradar o paladar dos clientes, que gostam da cerveja bem gelada. Lá para as 2h, o gelo era renovado.  

Patrocinador - A cervejaria patrocinadora do Carnaval, a Ambev, está bem satisfeita com o retorno dos investimentos obtidos com a comercialização da Skol Puro Malte e já comemora os bons resultados. O gerente regional de Marketing da empresa, Maurício Landi, afirma que tudo tem saído melhor que o planejado.  

“É o terceiro ano consecutivo no Carnaval de Salvador e estamos saindo muito felizes. Lançamos a Skol Puro Malte 40 dias antes da festa, e foi um sucesso. Todo mundo com Skol Puro Malte na mão. A gente sai vibrando com o resultado do Carnaval”, assinala.

Para Landi, a parceria da cervejaria com a Prefeitura fez a diferença. “Avaliamos de forma muito positiva, a Prefeitura fomentando o Carnaval de rua para turistas e também para o soteropolitano”, afirma, destacando que a presença maciça de visitantes também tem sido um diferencial nas vendas. Segundo a Secult, 800 mil turistas vieram passar o Carnaval na capital baiana.

O gerente faz questão de destacar que a festa nos bairros, descentralizando o Carnaval, também foi uma iniciativa bastante positiva para impulsionar a economia. A Prefeitura montou palcos com diversas atrações culturais em diversas localidades.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas