Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Meu pé de laranja lima

[Na Sombra do Poder: Meu pé de laranja lima]
Por: Ilustrativa/ Reprodução/ Redes sociais/ Arquivo BNews Por: Editoria de Política 0comentários

Meu pé de laranja lima
Um mascate local, acostumado a servir de laranja para alguns figurões da cidade, já está sendo monitorado pelas autoridades. O menino ascendeu de quatro anos para cá e opera de bola de gude a parafuso. O problema é que ele vem desagradando o seu padrinho e, com certeza, esse pé de laranja lima pode ser extinto em 2021...

Insinuando
Após a prisão do empresário e mega milionário Ricardo Eletro, alguns empresários de Salvador andam com as mãos na cabeça. Tudo porque a operação que o prendeu está recheada de acusação de sonegação fiscal e outros crimes... Como Ricardo andou muito pela Bahia e se relacionou com muitos figurões locais, há quem diga que isso ainda vai dar muito pano pra manga. Muita gente quebrou!

Delação florestal

Desde que o STJ deu sinal verde para o primeiro acordo de delação premiada no âmbito da operação Faroeste, um vendaval sacudiu as raízes de figuras importantes da política, do Judiciário e do empresariado baiano que povoam condomínios de luxo em uma área nobre de Salvador. O advogado Júlio César Cavalcanti Ferreira resolveu falar tudo o que sabe sobre o esquema criminoso de venda de sentenças e vai colocar nas mãos do MPF um arsenal de provas avassalador. Os rumores apontam que os ventos que vêm por aí vão devastar boa parte da floresta.

Meu posto
Depois de ter o alvará de construção embargado pela Sedur, o dono do pretenso posto de combustíveis na nova orla de Ondina anda alardeando por aí que vai à forra, fazendo pouco caso da determinação municipal. Vamos ver se Netinho vai deixar passar.

Racha na floresta?

Não chame para a mesma mesa os irmãos Marcell e Marcelle Moraes. Uma briga dividiu o clã da floresta na eleição de Salvador. O deputado lançou o primo Gustavo Moraes para vereador, batendo de frente com o projeto de reeleição da irmã. Dizem que a coisa foi feia e ninguém sabe que bicho vai sair dessa confusão.

Bola dividida

O governador Rui Costa anda às voltas com o racha em seu secretariado quanto à realização dos jogos da Copa do Nordeste na Bahia. Davidson Magalhães, da Setre, defende com unhas e dentes, já Fábio Vilas-Boas, da Saúde, torce o nariz e promete que não vai ter jogo na Arena Fonte Nova por causa do hospital de campanha. Com quem vai ficar a bola?

Fogo amigo
Ninguém entendeu o destempero do prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim, contra o secretário de Saúde da Bahia. Soltou nota e tudo mais dizendo que Fábio Vilas-Boas não tinha compromisso com a cidade e que sabotava o trabalho do governador. No dia seguinte, tomou uma invertida e ficou sem cara quando o secretário disse que o governo abrirá vinte novos leitos de Terapia Intensiva dedicados ao coronavírus (Covid-19) no Hospital Regional de Juazeiro até o final do mês. É o tempo apenas de terminar as obras de adequação na unidade. 

Os reclames com Neto, os prejuízos com Bruno

A queixa do empresariado de Salvador com a demora na retomada das atividades está, hoje, concentrada sobre os ombros do prefeito ACM Neto, mas, logo em breve, pode recair sobre o projeto eleitoral de Bruno Reis. O vice-prefeito e pré-candidato à sucessão tem se movimentado bastante nos bastidores na interface com diversos segmentos e monitorando a definição dos protocolos para as reaberturas. Tudo isso porque ele sabe bem que os reclames com Neto hoje podem virar prejuízos eleitorais para ele amanhã. 

Sem tesão

O deputado Niltinho examinou o cenário, fez as contas e viu que não vai dar pra ele. Se mantiver a ideia de ficar nas eleições de Salvador, provavelmente como vice de Olívia Santana – naquele arranjo PCdoB/PP -, corre o risco de perder terreno em cidades do interior e comprometer as chances de reeleição em 2022. A NSP apurou que o rapaz está “sem tesão” para a disputa e deve formalizar em breve a saída do jogo. Era previsível!

Mais uma travessia
Por outro lado, Olívia só lucra com a travessia em mais uma eleição municipal. Ela fortalece o capital eleitoral que ainda lhe resta em Salvador e fica viva pra buscar a reeleição na AL-BA.    

À procura de novos terrenos
Tem muito deputado estadual com a pulga atrás da orelha na hora de apoiar certos candidatos à prefeitura no interior do estado. Eles sabem que alguns prefeitos, por exemplo, vão à reeleição já prevendo saírem candidatos a deputado em 2022. Assim, logo mais adiante, o aliado de hoje pode ser um adversário cruel na próxima ida às urnas. Alguns parlamentares já estão à procura de novos terrenos. 

As alegações de Leal
Duas são as alegações de Nelson Leal para ficar por mais dois anos no comando da Assembleia. Há quem defenda que ele ainda não teve tempo de “curtir a cadeira presidencial” porque passou 2019 ajustando as contas Casa após a saída de Coronel. E, quando estava pensando em tocar a nova engrenagem, veio a pandemia do novo coronavírus. 

O grande público de Coronel

O senador Angelo Coronel fez uma live com o advogado Gamil Föppel para falar sobre fake news e no Youtube não teve essa quantidade toda de internautas ligados. Fato é que Coronel tratou seus contáveis seguidores, incluindo a esposa Eleusa Coronel, como “grande público”: "Já vamos abrir aqui para as perguntas do nosso grande público [...] já temos uma pergunta aqui de Eleusa Coronel". Mas, "dai a César o que é de César": apesar do YouTube não ter tido tanta adesão, o senador transmitiu também em suas redes sociais (Facebook e cia) a entrevista o que engordou a sua fileira de espectadores. 

Ficou leproso
Em Madre de Deus, ninguém quer conta com o ex-prefeito Jeferson Andrade depois que ele foi afastado da prefeitura por ordem da Justiça. Até os aliados de primeira hora dos tempos de gestão partiram para novos ninhos. A maior fatia acomodou-se no governo do interino Jailton Jajai, que rompeu com Jeferson no início de 2019 e hoje é pré-candidato à reeleição. Isso inclui o PP, partido ao qual ele é filiado. Do outro, nenhum dos pré-candidatos também quer proximidade com ele, sob o temor de incorporar o índice de rejeição que ele carrega. Tá isolado como leproso.

“Falha Nossa” 

O secretário municipal de Ordem Pública, Marcus Passos, se passou e publicou a foto do cartão da Sam's Club no feed. Do jeito que está a crise por conta do coronavírus, se tivesse a numeração do cartão, muita gente iria querer tirar uma cesta básica no mercado. Não passou despercebido.

Me despache
A internet não perdoa. Essa foto de Moema Gramacho, prefeita de Lauro de Freitas, circulou na internet com o famoso baianês “Me despache”. O pedido no balcão do Mercado Municipal foi simples:
- Um real de pão e uma xícara de café, pra levar, por favor!


 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas