Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Desapego fajuto

[Na Sombra do Poder: Desapego fajuto]
25 de Fevereiro de 2021 às 05:00 Por: Pixabay/ Divulgação/ Reprodução/ Redes sociais Por: Editoria de Política

Desapego fajuto
Uma turminha de dondocas de um famoso bairro bastante arborizado da capital baiana resolveu organizar um grupo de WhatsApp com intuito de “desapegar” de coisas velhas, usadas, sem finalidade alguma... Até aí tudo certo. O problema é que elas passaram a vender os sapatos dos filhinhos já criados por $20, pijaminhas de crianças já formadas em faculdade por $10, sapatos de salto alto de dez anos atrás por $15 e até lingeries “surradas” por $25. Pasmem os leitores: todas hoje bem casadas com políticos locais, empreiteiros, turma do Judiciário, médicos famosos do estado e até secretários de gestão. A coluna NSP suplica às beldades que a boa ação de amor aos necessitados, ainda mais em tempo de pandemia e miséria total, seja realmente uma doação, se de fato resolveram praticar o desapego de tudo que não as sirva mais. Fica a dica...

Fogo no parquinho 2
E o fogo continua a pegar no parquinho do Detran-Bahia. O diretor Rodrigo Pimentel abriu a caixa de pandora e está jogando duro no sistema que assolava o órgão há 30 anos. Dessa vez, foi uma tal fundação ligada a um deputado baiano que já fez campanhas para o Legislativo e o Executivo, mamando nas tetas do combalido órgão, tudo isso com a ajuda de uma quadrilha de “mininos” criados por ele que hoje esbanjam na cara da sociedade carrões de luxo e lanchas na Baía de Todos-os-Santos. O bicho vai pegar ainda mais para uns quatro caciques locais. Tem gente correndo para o Litoral Norte e para a ilha a fim de se abrigar do “fogo” que vem por aí. Uma coisa é certa: não vai sobrar ninguém para apagar a luz!

Espigão do Xaxado

A turminha chegada ao xaxado aportou em um famoso espigão no Corredor da Vitória nessa pandemia. Uma galera mais saliente, digamos assim, vem se reunindo todas as quintas-feiras em um suntuoso apartamento no belíssimo empreendimento para degustar vinhos franceses e alguns brunellos mais robustos. Lá pras tantas, o maridão, famoso pela sua arrogância e soberba na sociedade baiana, se tranca na suíte e sua belíssima esposa passa a desfilar pelos casais oferecendo “amor” e “carinho" sem medida. A farra vai até o amanhecer e, quem já presenciou, afirma que as cidades romanas são jardim de infância depois da meia noite.

Gabinete do ódio no TJ-BA

Tem um jogo acontecendo nos corredores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), promovido por um grupo chefiado por um magistrado, que tem incitado colegas a moverem denúncias no CNJ contra outros magistrados da Casa. Quando essas denúncias são formalizadas e o TJ-BA precisa proceder formalmente com a tal denúncia, o articulador do gabinete do ódio entra em campo para oferecer abrigo e proteção aos denunciados para que eles fiquem com essa dívida e possam pagá-la logo mais na eleição para desembargador. É fogo amigo jurídico.

Raposa no galinheiro
O prefeito eleito Bruno Reis já foi alertado que tem uma raposa em um galinheiro da gestão dele. Esta coluna apurou que, em um final de semana desse mês, no Litoral Norte, o jovem gestor foi avisado durante um almoço que tinha um rapaz, digamos "ligeiro", nomeado em um órgão bem robusto. Amigos do prefeito estão esperando uma posição sobre a exoneração do moço, mas até agora necas de pitibiriba...

Recusa
Mesmo com a desavença pública por parte do padrinho político, João Roma não esqueceu de ACM Neto e o convidou para sua posse como ministro, em Brasília. O presidente do DEM, claro, recusou. 

Esquiva

Quem também não compareceu à cerimônia, apesar de ter cumprido agenda na capital federal nesta quarta-feira (24), foi Bruno Reis. O prefeito alegou que não pode ficar muito tempo fora de Salvador. Mas não podia adiar a viagem umas horinhas para prestigiar o velho conhecido?

Pirraça

Mas no discurso de posse João Roma não negou suas origens e citou nominalmente ACM Neto, a quem fez uma expressa gratidão pelos tempos em que foi chefe de gabinete na prefeitura. Será que foi de pirraça? Chegou ao Planalto mostrando que ainda não cortou os laços.

Questão de tempo
Atores políticos do entorno de ACM Neto e João Roma sinalizam que é apenas uma questão de tempo para que os dois voltem a se abraçar. A leitura feita nos bastidores corresponde àquela impressão inicial ventilada pelo BNews e pelo articulista Victor Pinto que a "rusga" não passou de jogo de cena. Um emissário disse à NSP que foi tudo no "calor da emoção", mas contrapôs que políticos profissionais, como Neto e Roma, jogam na frieza do racional. "Aí é dar tempo ao tempo, que, em algum momento, eles vão estar se abraçando", garantiu.

Pra inglês ver

Close pra a foto sem máscara. Os políticos, principalmente, têm adotado uma prática “para inglês ver”. Usam máscaras, mas na hora de posar para foto, tiram o acessório. Foi o caso essa semana de Bruno Reis e Arthur Maia.

Receita municipal
A aliança MDB-PSL, que começou a ser rascunhada na Bahia para 2022, deve se desenrolar e envolver outras siglas, podendo se tornar algo parecido com o que se viu em nível municipal com o bloco de partidos (MDB, SD, PSC, PTB, Republicanos) que passou a negociar com mais peso os termos da eleição para o Thomé de Souza. A leitura é que o cenário se repita no próximo ano porque, como diz um interlocutor, ninguém quer ficar "a reboque" da pseudo soberania de ACM Neto.

Holofote inusitado

Um político baiano que está longe dos holofotes ressurgiu recentemente de uma forma bem inusitada. Ele descarregou um vídeo pornô em um grupo de WhatsApp e causou um grande alvoroço. Eis as dúvidas: foi ele mesmo? Será que o celular não foi hackeado, clonado? Enquanto as perguntas seguiam sem respostas, o print do "deslize" correu a Bahia por um número sem fim de outros grupos. Não demorou muito, e o moço foi excluído pelos administradores.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar