Justiça

Após pedido de Deltan, Moro aceita destinar dinheiro da 13ª Vara para campanha publicitária

[Após pedido de Deltan, Moro aceita destinar dinheiro da 13ª Vara para campanha publicitária]
Por: Arquivo/ Jorge Araújo/Folhapress Por: Redação BNews 0comentários

Foram divulgados pelo The Intercept Brasil nesta segunda-feira (15) diálogos inéditos entre o então juiz Sergio Moro e o coordenador da Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol. Em 16 de janeiro de 2016, Deltan pede dinheiro da 13ª Vara Federal de Curitiba para campanha publicitária e o ex-magistrado aceita.

“Você acha que seria possível a destinação de valores da Vara, daqueles mais antigos, se estiverem disponíveis, para um vídeo contra a corrupção, pelas 10 medidas, que será veiculado na Globo? A produtora está cobrando apenas custos de terceiros, o que daria uns 38 mil. Se achar ruim em algum aspecto, há alternativas que estamos avaliando, como crowdfunding e cotização entre as pessoas envolvidas na campanha”, questionou Deltan. Ele encaminha um roteiro e um orçamento para Moro avaliar.

No dia seguinte, 17 de janeiro de 2016, Moro respondeu: “Se for só uns 38 mil achi [quis escrever "acho"] que é possível. Deixe ver na terça e te respondo”. O problema é que uma vara federal não dispõe de recursos para nenhum tipo de publicidade. Teria que haver ilegalidade para a saída do dinheiro, o que coloca o ex-juiz em um antagonismo: ao invés de aplicar, burla a lei.

Segundo Reinaldo Azevedo, da Folha de S.Paulo, os diálogos divulgados integram arquivos (mensagens de texto, gravações em áudio, vídeos, fotos, documentos judiciais) encaminhados por uma fonte anônima ao The Intercept Brasil. Nenhum dos envolvidos reconhece a veracidade do material.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas