BNews Pet

Adestramento de cães: Saiba a importância de treinar seu animal desde filhote

[Adestramento de cães: Saiba a importância de treinar seu animal desde filhote]
09 de Abril de 2021 às 13:30 Por: Reprodução Por: Jones Araújo*

Quando se fala em adestramento de cães, muitas pessoas podem associar ao ensino de truques como dar a pata, rolar e fingir de morto, mas esta técnica é muito mais que isso e deve ser empregada na vida do cachorro desde filhote, para que seu melhor amigo não tenha problema de comportamento. De acordo com o adestrador, Paulo Sérgio, que trabalha há quinze anos com comportamento de cães, o ideal é que já no segundo mês de nascido, os tutores iniciem o treinamento dos animais.

Segundo ele, o adestramento ajuda no bom comportamento do cão e alivia problemas como a ansiedade de separação, quando o filhote não consegue ficar longe do tutor e a condição de pânico se manifesta em comportamentos destrutivos como arranhar portas e janelas, latir ou uivar constantemente.

"O ideal é pensar em adestrar o animal desde novinho. No segundo mês de nascido que vai ajudar a aliviar a ansiedade de separação, quando o cão não consegue ficar sem o dono e caso ele saia, o animal late, chora ao ponto de incomodar os vizinhos", explica. 

Conforme Paulo Sérgio, o adestrador tem que ser especializado na área comportamental e o procedimento de adestrar o cão deve ser feito no domicílio onde o cachorro vai viver. "Resolver questões de cocô, xixi, o que pode ou não fazer, deve ser feito na presença do dono", informa.

Os tutores também tem grande importância no sucesso deste trabalho. "Só lembrando que adestramento é participação do dono, não tendo a participação, trabalho perdido. O tutor deve seguir 100% as orientações do profissional", orienta.  

O trabalho comportamental de cães leva em média de três a quatro meses, podendo ser mais, caso o dono do animal opte por isso. Paulo informa que quanto mais manipula um cachorro melhor ele fica a nível de conviver dentro de uma casa. 

"Tem pessoas que tratam cachorro como bebê e futuramente pode ter problemas com comportamento. Cachorro tem que ser tratado como animal doméstico. Sabemos que os cães pertencem a nossa família, mas devemos colocar esse novo membro no devido lugar, para que não venha ter problemas como ataque, por exemplo", finaliza.

*Colaborou o jornalista Jones Araújo em parceria com a Editoria BNews Pet

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar