BNews Pet

Cachorro de Biden volta para Casa Branca mas passará por novo treinamento após morder funcionários

[Cachorro de Biden volta para Casa Branca mas passará por novo treinamento após morder funcionários]
15 de Abril de 2021 às 08:14 Por: Reprodução/Instagram/Joe Biden Por: Redação BNews

O cachorro do presidente norte americano Joe Biden voltou para Casa Branca, mas não poderá desfrutar dos jardins e espaços da residência oficial. O pastor alemão Major passará por novo treinamento, fora de casa, após dois incidentes com mordidas. As informações são da Reuters.

Segundo Michael LaRosa, porta-voz da primeira-dama, Jill Biden, o novo treinamento acontecerá na região de Washington e deve durar algumas semanas. LaRosa afirma que o objetivo é ajudar o cachorro a se ajustar à vida na Casa Branca.

Major, de três anos, foi adotado pela família Biden em novembro de 2018 e celebrado por ser o primeiro cão de abrigo a viver na Casa Branca. O outro cachorro, Champ, também da raça pastor alemão, tem aproximadamente 13 anos.

Ambos se mudaram para a Casa Branca em janeiro e foram os primeiros pets no local desde Bo e Sunny, da família Obama. Donald Trump não teve animais de estimação.

Os peludos passaram algumas semanas em Delaware e, segundo a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, viagens dos cães para a casa da família deverão ser rotina.

Os dois funcionários agredidos pelo cachorro de Biden não tiveram ferimentos graves. Na ocasião, o presidente americano defendeu o pet. “Mas ele é um cachorro doce”, afirmou em entrevista à rede de televisão ABC. Além disso, acrescentou que Major ainda está se adaptando ao local, onde há muitas pessoas e seguranças.

 

Leia mais
Pela segunda vez no mês, cachorro de Joe Biden ataca funcionário da Casa Branca
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar