Geral

Greve Geral: CUT admite baixa adesão e estima 10 mil pessoas em ato nesta manhã

[Greve Geral: CUT admite baixa adesão e estima 10 mil pessoas em ato nesta manhã]
14 de Junho de 2019 às 10:51 Por: Vagner Souza/ BNews Por: Marcos Maia e Bruno Luiz 0comentários

O presidente da Central Única dos Trabalhadores na Bahia (CUT-BA), Cedro Silva, estima que 10 mil pessoas compareceram ao primeiro ato da Greve Geral em Salvador, que começou por volta 6h na Rótula do Abacaxi e terminou às 10:30 desta sexta-feira (14), na região do Iguatemi.

Apesar de trazer esta estimativa, Cedro admitiu que houve baixa adesão ao protesto e explicou possíveis motivos para isso. “Muita gente hoje, pela falta de ônibus, ficou em casa. o metrô está andando esvaziado”, disse, Na avaliação dele, o ato que vai acontecer à tarde, com concentração na Praça do Campo Grande a partir das 15h, vai atrair cerca de 30 mil pessoas. 

Sobre a reforma da Previdência, principal pauta da greve, Cedro disse que o governo Bolsonaro não se preocupa em criar empregos, apenas em retirar direitos. 

“É um dia de combate a essa reforma da Previdência, que acaba com direitos, traz insegurança para quem está trabalhando. A reforma é mais uma maldade desse governo. A população está preocupada com isso, porque está vendo o Brasil caminhar para o buraco cada vez mais”, afirmou. 

O ato também trouxe reivindicações contra o bloqueio de verbas para a educação, o desemprego, a favor da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e pela demissão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, após o vazamento de mensagens em que ele, enquanto juiz, dá orientações para a força-tarefa da Operação Lava Jato.

A greve causou a suspensão da circulação de ônibus nesta manhã na capital baiana. O metrô, no entanto, opera normalmente.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas