Salvador

Colégio Estadual Odorico Tavares pode fechar em 2020

[Colégio Estadual Odorico Tavares pode fechar em 2020]
Por: Reprodução/ Google Maps Por: Luiz Felipe Fernandez e Léo Sousa 0comentários

Uma das maiores e mais antigas escolas de Salvador, o Colégio Estadual Odorico Tavares, localizado no Corredor da Vitória, pode encerrar as atividades em 2020. Nas redes sociais, alunos protestam contra a decisão da Secretaria de Educação, que alega que tem dialogado com representantes da "comunidade escolar" sobre o assunto.

Em nota enviada ao BNews, a assessoria da pasta afirma que "garante o atendimento" aos estudantes do Ensino Médio e que faz "estudos constantes para a reorganização escolar". Para tanto, são avaliados fatores como a frequência de alunos nos últimos 5 anos e a capacidade de infraestrutura.

O depoimento de um funcionário do colégio, que preferiu não se identificar, contradiz a nota da Secretaria de Educação. Ele diz que, ao invés de "diálogo", há por parte da pasta "silêncio". Uma comissão de professores e estudantes chegou a ser formada para visitar a secretaria, mas não teria sido recebida.

Um protesto foi relizado manhã desta quarta-feira (4), com presença de alunos, pais e vizinhos que simpatizam com a "luta" para "impedir o fechamento" do Odorico Tavares.

"Não vamos permitir que nos expulsem do nosso segundo lar", diz texto de peça que circula nas redes sociais.

A direção teria sido comunicada na quinta-feira (28) da semana passada que as matrículas para o próximo ano letivo estão bloqueadas. Nesta segunda-feira (2), de acordo com o funcionário, foi confirmada a decisão de fechar a instituição de ensino.

No fim do ano passado, o governo da Bahia anunciou o fechamento de diversos colégios em todo o estado. Como previsto nas Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a realocação de alunos do ensino fundamental pode ser feito com a "colaboração" do município. 

O ato foi alvo de manifestação organizada pela Associação dos Professores Licenciados do Brasil (APLB-BA), com a participação de estudantes e professores de diversas instituições, incluindo o Odorico Tavares.

Há anos a situação precária da infraestrutura do Colégio Estadual Odorico Tavares tem chamado a atenção. Em 2017, a cobertura do ginásio de esportes desabou completamente. Na época, a secretaria afirmou que a área já estava interditada. Não houve nenhum ferido e a escola estava sem aulas, em virtude de uma paralisação de professores.

Veja nota na íntegra:

Em relação ao Colégio Estadual Odorico Tavares, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia informa que está em diálogo com representantes da comunidade escolar para tratar sobre o ordenamento da oferta.

A Secretaria garante o atendimento a todos os estudantes do Ensino Médio nas escolas estaduais da Bahia e, conforme determina o artigo n° 10 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) n° 9.394/1996, assegura o Ensino Fundamental a partir da colaboração com os municípios. Nesse sentido, a Secretaria realiza estudos constantes para reorganização da rede escolar, considerando a frequência nos últimos cinco anos, a capacidade de infraestrutura para atendimento, existência e escolas próximas com a mesma oferta e capacidade física para recepcionar os estudantes.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas